Cabeleireira tem casa incendiada após ameaças do ex que não aceitava o fim da relação

O fim do relacionamento virou uma tragédia para a cabeleireira Mariana Rodrigues, de 22 anos. A recifense, que mora no loteamento Porto Belo, em Campo Grande, teve sua casa invadida e incendiada após terminar o relacionamento com Matheus Henrique, que já tinha sido denunciado por ela, e enviou mensagem confirmando o ato, segundo relatou a jovem em suas redes sociais. O suspeito ainda não foi encontrado.

De acordo com Mariana, o ex-namorado invadiu sua casa durante a madrugada e utilizou algum material inflamável causando um incêndio que destruiu todos os objetos do imóvel. Desesperada e aos prantos, a cabeleireira publicou nas suas redes sociais um vídeo em que mostra como ficou o interior da casa. “Não sobrou nenhuma calcinha. Tá doendo muito. Não consigo conquistar nada”, desabafou. Ela estava separada do ex há três meses e já havia procurado a polícia com medo das ameaças que vinha recebendo via mensagens, que ela também publicou em suas redes. Segundo ela, depois do ocorrido, Matheus confirmou a autoria do crime. 

Cabeleireira já tinha uma medida protetiva de urgência contra o ex-namorado que há ameaçava há três meses

“Na madrugada, ele simplesmente pulou o muro da minha casa e deve ter jogado gasolina porque o fogo tomou conta muito rápido. Foi uma cena de terror”, descreveu ela. Mariana também conta que a relação foi marcada por abusos que teve muita dificuldade para colocar um fim. “Foi um relacionamento muito abusivo. Quem convivia sabia o quanto eu sofria e chorava para me livrar dessa relação aí quando consigo sair ele vem e faz isso”.

Mariana voltou a procurar a delegacia para prestar uma queixa por dano, ameaça, violência doméstica e descumprimento de medida protetiva de urgência. “Eu espero que a justiça seja feita porque isso que ele fez foi uma grande covardia. Me deixou com uma mão na frente e a outra atrás. Espero que ele seja preso para eu poder deitar minha cabeça no travesseiro e me sentir um pouco mais segura”.

Clientes, amigas/os, familiares mobilizaram uma campanha para levantar recursos para que a cabeleireira possa comprar novos móveis e reformar sua casa. A chave pix para quem quiser ajudar é 134.770.974-67.

Confissão via redes sociais 

Na manhã desta quinta-feira (14), o acusado, Matheus Henrique, que teve sua rede social divulgada pela vítima, confessou o crime por meio de um post publicado e aberta ao público. Segundo escreveu, “Ela botou uma pessoa na casa onde a gente conviveu por anos. Ajudei ela a comprar o material, os móveis para dentro de casa pra no final ela bota outro. Não fazia nem um ano da separação”, escreveu como forma de tentar justificar o crime. Matheus apagou a publicações depois de poucas horas no ar.

 

 

Escrito por:

Lenne Ferreira

lenneferreira.pe@gmail.com

 @lenneferreira